Open main menu

Contents


Correct.svg This page is currently a draft. More information pertaining to this may be available on the talk page.

Translation admins: Normally, drafts should not be marked for translation.


IntroductionEdit

These are unedited notes from my conversations with Wikimedia Brazil community members and project members. It is part of a series of informal conversations I am holding with Brazilian community members aimed at identifying the most relevant issues affecting and/or of interest of the community. These and future notes will serve as a base for more structured conversations and a possible survey. The notes are in Portuguese since the main purpose here is to attract more comments from the Brazilian community. A summary in English is provided. If you want more details, please contact Carolina at carolrossiniatwiki@gmail.com.

2010.10.28 – Thomas SouzaEdit

These are unedited notes from my conversation with Thomas Souza (thomassouzabuckup@gmail.com).
Thomas apontou 3 questões relevantes relativas a comunidade Wikimedia Brasileira.

  1. Um “passo atras”: Para Thomas devemos nos perguntar qual tipo de “conhecimento” tem a maior relevância para os Brasileiros e para a comunidade Wikimedia no Brasil. Isso, claro, impacta no tipo de “métricas de sucesso” que a WMF utiliza para “medir” o sucesso de atividades em uma certa região. Neste sentido, Thomas não acha adequado pensar somente no conhecimento fixado no modelo enciclopédico (Wikipedia), mas sim pensar na totalidade dos projetos Wikimedia e qual fixa conhecimento mais relevante e num formato mais relevante para brasileiros.
    • Tópicos/questões para discussão dentro do ponto “1”
      • Qual projeto mais agrega?
      • Qual o conhecimento que tem maior relevância no Brasil?
      • Quentin forma de conhecimento que tem maior relevância no Brasil?
      • Problema de pensar só na Wikipedia = pensar em números da Wikipédia como única contagem de valor....e desconsiderar outros esforços.
      • Qual o valor do conhecimento enciclopédico para o Brasileiro?
      • Quais números deveríamos catalizar como medida de sucesso?
  2. Wikimedia Brasil como reflexo da historia da Wikipedia: Para Thomas o período inicial da Wikipedia (2000-2005) foi marcado pela liberdade. Apos 2005 ele presenciou crescente burocratização e legalização da comunidade ao redor do mundo, e a questão de constituição de capítulos cafe prova disso. Por isso Thomas faz uma critica a essa burocratização, questionando a capacidade de tal caminho para atrair maior participação. Como exemplo citou a comunidade da Wikimedia da Inglaterra que ha muito tempo tenta constituir um capitulo e vem enfrentando muitas dificuldades. Thomas acredita que a comunidade deve focar-se na comunidade e os projetos que dela emergem e não em questões burocráticas. Dessa forma afirma que se deve repensar onde e como alavancar oportunidades e não travar a comunidade com burocracias.
  3. Tipos de estrutura para suportar Wikimedia Brasil:
    • “Increase the bus number” - Em geral, Thomas fica preocupado que voluntários podem “largar a mão” se a comunidade ou a WMF estabelecer cargos. Ele acha que caso isso aconteça os voluntários acabam por criar dependências não saudáveis com as pessoas que possuem “cargos” e acabam não se dedicando. Thomas também chamou a atenção para o fato de que uma comunidade informal apresenta um ponto positivo importante...se um for “derrubado” ainda existem muitos outros. Entretanto, se existirem pessoas em “cargos” e estas se tornarem “representantes oficiais” da WMF e tais pessoas sofrerem algo, pode ser que outras não apareçam para defender a causa. Thomas chama isso de “increase the bus number” (How many people on your project can be hit by a bus before your project fails - if it is one, that is a bad number.). Thomas é contrario a ações que são contrarias a ideia de sempre aumentar “the bus number”.
    • Secretaria/Ajuda administrativa: Carolina apresentou a ideia de uma pessoa como “secretaria” da Wikimedia Brasil. Ele gosta dessa ideia, mas questiona quais as responsabilidades que essa pessoa teria e quando e quais situações essa pessoa seria necessária. Nesse sentido questionou a validade de ações como a da Índia – relativas a contratação de pessoal local – como problemática por apresentar o risco de afunilar o contato entre a WMF e a comunidade local.
    • Necessidade de maior contato e menos estrutura: Thomas diz que o principal para suportar a comunidade seria o aumento do contato pessoal, incluindo visitas de pessoas da WMF ao Brasil. Ele acredita que o contato pessoal ainda é muito mais importante....e a comunicação eletrônica só aumentara com esse contato presencial (em função de barreiras culturais e de linguá) Para Thomas brasileiros tem maior facilidade de comunicação com estrangeiros se os brasileiros encontraram com o estrangeiro em algum momento. Nesse sentido, nenhuma formalização da estrutura seria necessária, mas o necessário são acoes para maior relacionamento entre as comunidades de diversas regiões.
    • Thomas sugeriu maior atenção ao modelo de “mini grants” sugerido por Abdo, no qual existiriam grants para indivíduos. Nesse sentido, com base no montante de financiamento anual, a comunidade definiria as prioridades daquele ano (tomada de decisão coletiva para a organização de redistribuição de recursos).
    • Também acha que não há necessidade para constituição de estruturas fixas no Brasil, mas os financiamentos podem dar-se por meio de instituições parceiras como pela Casa de Cultura Digital, que redistribuiria os recursos como base naquele processo de decisão da comunidade.
  4. Sugestão de mais contatos: Por fim, Thomas sugeriu à Carolina contatar: Inglaterra/Itália/Israel/Japão/Alemanha/Argentina. Pois ele acredita que a Alemanha e a França funcionam bem com base em estrutura jurídica... Outro bom e diferente exemplo que cita é Nova Iorque...(no qual a organização e dinheiro foi parte natural do processo de expansão da comunidade) (No caso de NY sugeriu que Carolina falasse com Pharos - pharosofalexandria@gmail.com). Também sugeriu outros extremos, como no caso da Austrália, no qual Liam (liamwyatt@gmail.com) declarou abertamente era a favor da estrutura jurídica, pois quer ter uma mesa e um cargo. E sugeriu que Carolina falasse com Pietro (Ribeirão): pietroroveri@gmail.com e Luiz Augusto Luiz Augusto (São Paulo): lugusto@gmail.com.

2010.11.02 - Alexandre Hannud AbdoEdit

Referente à menção do Thomas sobre "Mini Grants"Edit

Abdo sugeriu checar o projeto do site http://www.allyourideas.com/. Ideias são apresentadas em pares e a comunidade faz escolhas binárias a partir das quais gera-se uma lista de prioridades. Assim, prioriza-se ideias e escolhas. O interessante seria a proposta de projetos para a comunidade da WMBr escolher prioridades e orientar esforços. Isso valeria para a WMF para prioridades e financiamentos. Pensar em qual medida a plataforma pode funcionar para a WMBr.

Quais os 3 pontos mais relevantes hoje para o Movimento Wikimedia no Brasil?Edit

  1. Questão da Wikipedia Lusófona e Stewards: Existe uma sensação geral de que algumas coisas fundamentais na Wikipédia não vão bem. Há discussões ocorrendo na Esplanada sobre isso, que culminaram com pedido de intervenção aos Stewards (Nota: Stewards são um grupo pessoas eleitas por todas as pessoas de todas as linguás que tem permissões amplas relativas a todos os projetos. Cargos da Wikipedia que são organizados no projeto e tem acesso a ferramentas no projeto: Administradores, Burocratas - administradores que executam a nomeação de outros - e Verificadores - com acesso a informações privadas das contas. Arbcom - comitê de arbitragem...ultimo ponto antes dos Stewards). Apesar de recusado o pedido, houve disso uma avaliação, que entre outros pontos destacou que algumas regras estão demasiadamente complexas e isso vem causando disputas a se arrastarem indefinidamente. (Ver: Stewards e Stewards 2)
  2. Como envolver mais pessoas onde não existe massa critica: e.g. cidades onde não há ninguém envolvido, sejam menores, distantes ou simplesmente ausentes. Como motivar a colaboração? Abdo sugere alguma forma de financiamento para "caravanas" ou contato com organizações locais e que possam ser parceiros ou ponte com aquela região geográfica que ainda está dormente. Para Abdo "atividades de extensão" concentram-se em São Paulo e Brasília, mas existe uma lista de interessados por todo país que ainda não está "ativa". Como ativar esses interessados? Esse pode ser um bom caminho para encontrar voluntários. (Olhar toolserver - servidor na Alemanha: http://toolserver.org/~luxo/contributions/contributions.php - para ver quem já colabora nos projetos)
  3. Desafio para a comunidade: Maior entendimento interno da comunidade sobre como organizar ações de forma mais sistemática. A comunidade tem que ser capaz de focar energia em ações práticas que tenham continuidade. Isso requer disciplina e encontrar modelos sustentáveis de participação com o público, em termos de motivação e transferência de conhecimento.

Informações adicionaisEdit

2010.11.4 - CasteloBrancoEdit

CasteloBranco
Páginas Meta
Wikimedia Brasil
Wikipédia
Vikipedio
Idade 29
Local Brasília, DF
Projetos
Português
Esperanto



Multilíngues
Mais
Portal do Conhecimento (Caixa Econômica Federal)
Enciclopédia Virtual do Teatro Brasileiro
Instituto Musica Brasilis

Quatro principais pontos foram tratados na conversa com Castelo: (1) a distinção da comunidade entre pessoas voltada ao movimento e pessoas voltadas a projetos; (2) a necessidade de suporte institucional a parcerias específicas e a participação em eventos relevantes; (3) a necessidade de aproximar a Wikimedia de necessidades regionais ou institucionais locais, daí a importância no foco em projetos off-line, e (4) a discussão sobre a formação do Capítulo Brasileiro. A seguir, notas de nossa conversa:

Distintas comunidades dentro do grupo BrasileiroEdit

  • Castelo tem seu maior foco em projetos: "A minha participação é mais voltada a projetos";
  • Diferenciou "Pessoas voltadas para projetos da vida real/presenciais" e "Pessoas voltadas para o "movimento" e mencionou a pouca interação entre ambas comunidades;
  • Acredita que os dois maiores núcleos são BSB – SP;
  • Projetos: treinamento para uso profissional e intra-empresas:
    • BSB – Névio (Banco do Brasil) e Castelo (Caixa Econômica) – implementaram projetos wiki internos - experiência profissional de uso de wiki dentro das organizações;
    • Em BSB existe uma demanda no uso da tecnologia wiki ...principalmente do governo. Castelo e Névio têm dado palestras e treinamentos sobre isso. Adotam o software da WMF – MediaWiki;
    • Apresentaram ao IPEA que tem interesse em desenvolver um projeto nessa área;
  • Projetos: Wikipedia
    • É administrador tanto da Wikipédia em Português como da Wikipédia em Esperanto. Castelo está desenvolvendo parcerias com o grupo de Esperanto que tem sua sede em BSB (Liga Brasileira de Esperanto);
  • No mundo virtual, os projetos lusófonos estão entre os 10 maiores, mas o que falta é um maior contato desses projetos com o mundo real/offline e dar significado. Ele acredita que isso é mais importante que trazer mais editores nesse momento;

Necessidade de aproximação da Wikimedia com o mundo realEdit

 
Jimmy Wales com a edição em CD da Wikipédia em malayalam.
  • Necessidades de parcerias:
    • Não vê participação institucional da Wikimedia nos eventos principais;
    • "Temos que levar os projetos para escolas e universidades";
    • Não só para produzir mais conteúdo, mas para levar esse conteúdo a todos e a muitos que não têm acesso à versão online;
    • Assim pensar em atividades offline, como CDs...Castelo gostou de um projeto indiano offline (imagem) que na opinião dele parece estar dando muito certo (indicou Mathias Schneider, que ministrou a palestra sobre o tópico na Polônia);
    • Nesse sentido pensar em parceiros de software e parceiros de hardware
    • Mencionou um projeto no Peru que também esta na mesma linha de ter OLPC + CD da Wikipédia (Samuel Klein)

Exemplos de Parcerias para atender objetivos acimaEdit

  • Hardware: Positivo, Itautec, AmazonPC, CCE, Intelbrás.
  • Software: não conhece qual software está sendo discutido para o Brasil (seria o Sugar?) ...mas existe o projeto Wikipedia 1.0 de lançamento em CD e DVD (indicou GoEThe). Precisa preparar o conteúdo online para transformar em offline. (Seleção/Gravação/Leitura offline). Tem testado na versão em Esperanto.

Sobre Capítulo BrasileiroEdit

(cópia de email enviado por Castelo a Carolina)

Ouvi breves comentários sobre a posição brasileira lá em Gdansk, e li tudo o que encontrei sobre o assunto. Creio que o material mais bem sucedido em reunir as posições brasileiras é este aqui: http://br.wikimedia.org/wiki/Relacionamento_com_a_Wikimedia_Foundation/Comit%C3%AA_de_Cap%C3%ADtulos/Resposta_aos_questionamentos_2010_02

Eu não fiz parte da decisão por este modelo, pois entrei no grupo um pouco depois da publicação deste texto, mas compartilho de algumas posições e tenho opiniões diferentes sobre outras, ao passo em que não estou muito convicto nem por um modelo "chapter" propriamente dito ou por este outro modelo proposto. Não sei qual a familiaridade que você mesma tem com estas discussões, mas vou assumir que está a par das conversas entre a Fundação e o grupo brasileiro até aqui, até porque eu não seria a pessoa mais indicada para relatá-las (acho que o Thomas Buckup ou o Ale Abdo/Solstag estariam em melhor posição para isso).

Para mim, e de uma maneira bem sintética, o modelo atual tem a vantagem de desburocratizar, pois não perdemos tempo discutindo entregas de declarações fiscais obrigatórias, e as indas e vindas a diversos órgãos diferentes para autorizar e manter a organização formalmente. O Brasil é conhecido como um país em que este processo é muito difícil, e leva em média mais de seis meses para legalizar uma organização aqui. Durante este período, é normal que ela receba notificações de um órgão e tenha que provar estar com os requerimentos em dia nos demais para funcionar legalmente sem a autorização final. Não somos administradores, a princípio, embora alguns possam ter familiaridade com isso. Um erro nisso pode prejudicar o grupo inteiro e minar a credibilidade do projeto como um todo. Sem falar nos custos, já que segundo as leis locais, seria obrigatório contratar um contador, para citar apenas um exemplo (há também uma série de outros custos iniciais antes de se obter o alvará de funcionamento). É praticamente impossível fazer corretamente sem ter à disposição um consultor de empresas e/ou um advogado. E tudo isso dispenderia energia que poderia estar voltada para os multirões.

A desvantagem é a falta de acesso às grants, que em outros capítulos, parecem estar viabilizando iniciativas interessantíssimas, que me saltam aos olhos quando imagino o potencial no Brasil. E, não posso deixar de citar, algum desconforto quando participamos de apresentações para outras instituições ou reuniões de trabalho. Como nos apresentamos? Atualmente, como “voluntários da Wikimedia Foundation”, o que não transmite qualquer credibilidade. Somente com algum tempo, conseguimos estreitar laços e romper essa barreira inicial, e o resultado é a pessoalização (isso mesmo) da relação. Apesar de registrarmos tudo, não é muito viável utilizar os contatos anteriores como facilitador para contatos futuros, a não ser quando é a mesma pessoa que participa dos dois encontros. Se fôssemos uma instituição, o trabalho dos colegas de São Paulo poderia mais facilmente beneficiar os de Brasília, e vice-versa.

Essa é minha visão geral. Sobre outras formas de apoio, gostei da ideia dos mini-grants, mas pelo que tenho lido, eles são “mini” mesmos, o que é um problema para um país de nosso tamanho. Qualquer iniciativa que não seja local, ou seja, que pense nacionalmente, esbarraria facilmente no limite. É até constrangedor sentar a uma mesa propondo ações em um limite de $100. A produção de um CD de um único projeto, por exemplo, teria de ser esquecida, ou pensada em termos de parceria econômica (publicidade), o que eu duvido que seja de interesse da Fundação, já que no projeto on-line isso está fora de questão.

Em uma coisa bem “brainstorming” mesmo, eu poderia citar uma possibilidade de organização por CPF. Como árbitro e checkuser da Wikipédia em português, precisei me identificar junto à Fundação, enviando um documento que comprovasse a identificação e maioridade legal, para responsabilização em caso de uso indevido de informações privadas a que temos acesso para tratar de abusos de contas no projeto. De uma maneira análoga, penso que a preocupação da Fundação com a responsabilização legal em caso de mau uso da marca possa ser contornado por um modelo parecido de identificação pessoal. Essas pessoas identificadas junto à fundação, e somente após uma aprovação da comunidade (assim como eu tive que obter aprovação no projeto de 75% com um mínimo de 25 pessoas) poderia se habilitar aos mini-grants. Um projeto submetido por uma quantidade mínima destes aprovados e aprovado pelos demais poderia concorrer aos grants.

Acho que isso minimizaria a preocupação da Fundação sem trazer a burocracia indesejada a respeito da formalização, mantendo o modelo atual. As mudanças só seria implementadas para questões referentes aos grants e uso de marca, e deveriam ser discutidas previamente no projeto, antes de submeter à Fundação, como ocorre com as eleições dos árbitros e dos check-users. Um ponto contrário seria o fato de a Fundação ter que administrar um número maior destas identificações, e criar um novo tipo, inclusive. Além dos atuais identificados para usar a ferramenta de checkuser, haveria aqueles identificados para representar a Fundação em reuniões presenciais e projetos “reais” (no sentido de não-virtuais) e submeter propostas de grants."

OutrosEdit

  • Castelo irá enviar contatos de pessoas de projetos no Brasil.
    Enviados oito contatos, de quatro projetos. CasteloBrancomsg 04:45, 11 November 2010 (UTC)

2010.11.8 - Fabio AzevedoEdit

Abaixo, notas de minha conversa com Fábio Azevedo, Wikipedista brasileiro. As notas abaixo são anotações "livres" de nossa conversa por skype dos comentários realizados pelo Fabio. Interessantes pontos foram abordados, como o grande abismo existente entre a comunidade "Wikimedia-Br" e os voluntários de projetos; a questão da crise da comunidade de wikipedistas em função de conflitos e brigas de poder internos; a crise de representatividade pela falta de voluntários que queiram assumir posições de certa responsabilidade na comunidade, como burocratas e verificadores de contas, etc.

Motivação para unir-se a Wikipedia-ptEdit

Fabio – Já conhecia o projeto Wikipedia e vendo artigos parciais que ele não considerava adequados e em alguns momentos ate mesmo publicitários, decidiu atuar como editor na Wikipedia, na Wikilivros, etc.

Distinção entre comunidadesEdit

Fabio – Sobre a separação dos voluntários de projetos e o pessoal da lista “Wikimedia” (“Wikimedians”). Não ligava muito para o grupo de Wikimedias, pois não acreditava. Acha que o importante é participar de um projeto e o que “está fora é bobagem”. Outra coisa que pode separar é que as pessoas voluntárias de projetos estão muito espalhadas pelo Brasil e estes raramente encontram se, pois em função de brigas internas a projetos, isso atrapalha/desestimula encontros. Tem muita gente que também não se identifica. Mas isso faz parte do projeto e não traz grandes problemas, apesar de que alguns reclamam a questão de trabalhar com anônimos e que isto pode gerar fraudes e outros.
Fabio – de uma forma geral o pessoal da lista é totalmente paralelo. Em poucos casos eles apareceram em projetos. Existiu um caso em que um conflito que aconteceu em um projeto e uma das pessoas envolvidas no projeto procurou o grupo de Wikimedias e estes agiram como “árbitros externos”, mas os envolvidos não consideraram legitima tal intervenção.
Fabio – dentro da Wikipedia, a maioria das pessoas parece ignorar que projetos de Wikimedias realiza...como treinamento no uso de wiki, etc.
Fabio – Existe uma crença corrente que as pessoas não devem se comunicar por meios externos ao projeto. Então a lista de discussão da Wikimedia-Br não atrai muitos voluntários de projetos.

Parcerias Institucionais e Conflitos InternosEdit

Fabio – Acho que seria importante ligar instituições com projetos da Wikipedia... como Universidades (algo como o public policy). Mas isso teria que vir como algo com apoio dos voluntários existentes na própria Wikipedia. Contou então sobre o caso do Virgilio Machado (Portugal)... que queria levar alunos para contribuir para a Wikipedia em português. Isso foi bem recebido no começo, só que o projeto teve muitos problemas, pois o professor teve desentendimentos com vários voluntários do projeto, foi bloqueado, etc. Um dos problemas era que o professor queria bloquear artigos para edição, o professor também fazia muitas afirmações que criava conflitos entre os portugueses e brasileiros, etc... Ele acabou bloqueado no meta. (Carol: esse eh um problema extremo, mas resultado da desconexão entre o desenvolvimento de um projeto externo com a comunidade já formada). Outro exemplo é a questão de “ansiedade” da comunidade brasileira... A comunidade quer resolver problemas de forma rápida, pois não tem tempo. E ai artigos acabam sendo eliminados ao inves de melhorados. A comunidade não tem muito tempo de ajudar a novos voluntários. Então a comunidade apresenta em alguns momentos falta de flexibilidade a novos usuários.
Fabio – Não sei se isso expressa uma estrutura de poder, mas há uma constate luta para obtenção e defesa de espaço no projeto. Esses problemas aparecem mais na Wikipedia que em outros projetos, pois esses demais são os menores.

Crise de representaçãoEdit

Fabio – outro problema, em função do desgaste dessas brigas por poder ...eh a falta de candidato a algumas eleições, como burocrata e verificadores de conta. Por exemplo, são somente 32 administradores e muitos são pouco ativos.
Fabio – Não vê muita solução imediata. Chegaram a pedir ajuda para a Fundacao, mas ninguém nunca ajudou realmente. Fabio chegou a conversar com o pessoal da Fundação (**Fabio: enviara artigos que virarão recomendações**). Muitas guerras de edições.

Formação do Capitulo BrasileiroEdit

Fabio – Wikipedistas sempre foram convidados a participar das discussões sobre formação do capitulo (Convites por email, listas, nas Esplanadas, etc). A discussão do capitulo ficou mais centrada na lista da Wikimedians (meta-voluntarios) e o pessoal dos projetos não se interessou muito. E havia uma sensação dos wikipedistas que não ia dar certo... Niguém quer colocar seu nome no capitulo oficial sem ter uma segurança jurídica... Fabio, citou o exemplo da Itália... que processou o capitulo local, processou pessoalmente. E isso gerou muito medo dos voluntários. Ex.: assessores de políticos pedem para tirar informações, e Fabio e outros editores não deixam tirar informações e fatos confirmados pela imprensa...e existe um medo de o voluntario ou dos representantes de capítulos serem processados. Então, ninguém quer assumir a formação do capitulo.
Fabio – tentou falar sobre isso com a Fundacao, mas ninguem entendeu muito que no Brasil a questão de responsabilidade de ISP não esta resolvida. Por enquanto os casos de pedidos sao resolvidos dentro do projeto, mas alguns chegaram a OTRS.
Fabio – Sobre a questão de capitulo e financiamento. Fabio gostaria de ter mais imagens expostas em museus Brasileiros. Observou que vários capítulos estão usando verba para scanear imagens e colocar na Wikipedia local. Viu que algumas pessoas estariam interessadas em liderar isso. Talvez o capitulo ou alguma estrutura poderia dar o suporte a esse tipo de projeto. Outra coisa importante eh eventos, se existisse maior encontros externos, o relacionamento interno poderia melhorar. (**Carol: enviar informações sobre o “Glam”**)

Necessidade de ajuda vinda da WMFEdit

Fabio – questiona “sera que a WMF pode ajudar?” Uma das queixas dos voluntários é que os voluntários dos projetos não recebem ajuda direta da Fundacao. Não existiam até há pouco tempo Stweards que falassem português, não existem programadores que falem português. Então os voluntários não tem a quem recorrer. Então a comunidade fica “sozinha”, recriar normas, interpreta normas, mas ninguém tem real legitimidade como arbitro...
Fabio – estamos passando por um ponto critico do projeto... onde pessoas não querem se candidatar a cargos (que são posições desgastantes)[...], ou seja, se chegarmos num ponto no qual ninguém consegue tomar decisão, ou as decisões não são legitimas. Até hoje, por exemplo, o conselho de arbitragem não funcionou... E isso é muito preocupante. Ainda mais em um momento que os próprios processos estão sob ataque. Algum tipo de ajuda, seria a documentação de modelos de solução de problemas que sejam mais eficaz ou que deram certo em outros locais. Esses problemas estão atrapalhando muito a comunidade, além de tornar la muito fechada. E esses conflitos afastam os novatos e os antigos.... Muitos hoje acabaram saindo do português e foram para projetos em inglês...ou outros projetos e acabaram por final abandonando

OutrosEdit

Fabio – seria ideal conversar com usuários que abandonaram os projetos. (**Fabio ira enviar nomes, como Marcelo-RJ - http://pt.wikipedia.org/wiki/Usu%C3%A1rio:MarceloB, etc) e pessoas que saíram da Wikipedia e foram para projetos menores (ex: Luiz Augusto, Jorge Morais.. bastante critico da comunidade Wikipedia. PatriciaR...portuguesa)
Fabio – Sobre o programa de tutor. Esse programa eh voluntario e algum usuário mais antigo eh o tutor e tem tido bons resultados. Mas apenas um percentual pequeno dos voluntários que aparecem para editar, querem participar no programa de tutoria. Edições de boa-fé são vistas como vandalismo (se publicitarias... por exemplo, mas foi feita de boa-fé) e não como oportunidade de aprendizagem/tutoria...E ai esse novato que foi “tratado mal” nao volta. Isso sem falar em pessoas que entram na Wikipedia com motivacoes, p.e., religiosas (teve um caso sobre o filho de um líder religioso que criou um artigo e que foi re-editado... e esse filho virou “inimigo” do projeto). Recomendou: http://pt.wikipedia.org/wiki/Wikipedia:A_Wikip%C3%A9dia_na_academia

2010.11.9 - Pietro RoveriEdit

  • Mestrado sobre Wikipedia. Entrevistou 18 dos maiores contribuidores
  • A lista escolheu ser separada, para não parecer que estavam interferindo nos projetos. Ele não acha que isso causa problemas de legitimidade. Ele acredita ser importante ter uma comunidade que se preocupe com questões além da enciclopédia. E existe a necessidade de pessoas da lista da Wikimedia focar-se em outros projetos menores que também são importantes, não necessariamente projetos institucionalizados pela Fundação Wikimedia, projetos que objetivam a Cultura Livre. Pode haver conflito caso algum wikipedista discordar de alguma ação da lista voltada a cultura livre. Mas focar-se em projetos menores não eh um goal da lista dos Wikimedias, apesar de ser isso que ocorre na prática, de uma forma desorganizada com alguma organização. Isso pode advir do fato que a lista não tem metas, ou objetivos claros. Uma estrutura mais formal poderia abrir espaço para uma maior claridade de metas e resultados, mas não ha grande abertura para essa formalização, por ser contrária à lógica da atividade voluntária. Talvez seja necessário pensar em outros mecanismos que possibilitem a formação de uma agenda.
  • Pietro vê o capitulo como um agregado de movimentos informais – mutirões. Tem grande receio sobre a interferência jurídica em relação aos projetos. Então a ausência da estrutura legal poderia ser uma forma de defesa da comunidade no Brasil. Algum tipo de estrutura seria interessante, pois precisamos estabelecer metas e projetos, pois senão tudo tem o risco de seguir “pequeno”. Não acha que somente um “secretario” seria o suficiente, já que o que precisamos eh organizar uma agenda comum. No Uma agenda strategic, mas Uma agenda practice.
  • A formação de um conselho e a necessidade de eventos nacionais pode funcionar. Acha que a estrutura de um capitulo, a necessidade de angariar fundos etc...vai contra a “logica” dos indivíduos brasileiros”...Mas se tivermos uma agenda e depois buscar fundos para a agenda, vale mais a pena.
  • Essas são a intenções do meta, da lista, do capitulo, etc...mas isso não tem acontecido...essa coordenação com representatividade de todos os projetos. Fabio tentou fazer algo nesse sentido, mas teve pouca adesão dos wikipedistas (espaço de discussão para aproximar melhor os wikipedistas, propostas de ações para uma maior coordenação dos wikipedistas **pedir para Fabio**).
  • A Wikipedia se estruturou com muitas regras comunitárias, e isso tem sim afastado novos contribuidores. Então precisamos repensar essas regras, para não tratarmos contribuidores como vândalos.
  • Temos a necessidade de criar alguns espaços – pensando na Wikipedia – “café-com-leite”....para novos artigos duvidosos que são tratados como vandalismo, mas que na verdade são contribuições de novos voluntários que não conhecem as regras. O rigor de eliminação eh grande barreira para novos entrantes.
  • Outra proposta eh algum mecanismo que “cuide” dos voluntários bons que deixaram de participar da Wikipedia, mas que poderia participar de outros projetos menores que são mais flexíveis. Por exemplo para a Wikiversidade (Transformar artigos em aulas).
  • A Wikipedia é a porta de entrada para a Wikimedia e, por conseguinte, para a ideia de Cultura Livre, esse caminho deve ser estimulado. Este deve ser o objetivo de qualquer estrutura que emerjam, passando pela liberdade da estrutura.
  • Sugere entrevistar o Jo Lorib e a Beria.


2010.11.9 – Nevio Alarcao / Brasília (DF) / Idade: 52 / Sexta poéticaEdit

  • E-mail enviado para a mailing da WMBr em 11/11/2010: Carol, na nossa conversa comentei que minha posição original era a favor da formalização do chapter, mas que concordo com a tendência que prevaleceu. Mencionei a survey que fizemos à época sobre a questão da formalização e você me pediu a página. A survey foi feita acrescentando um campo à lista de participantes, onde cada um expressaria sua posição. Concordo com o Alexandre Abdo que a questão está ultrapassada. Com essa justificativa, ele eliminou esse campo. No entanto, fica o registro de que 31 voluntários (entre os quais estou) se manifestaram a favor de tal "legalização". http://br.wikimedia.org/w/index.php?title=Wikimedia:Lista_de_participantes&oldid=9841 e que nosso posicionamento atual pode ser a explicação da auto exclusão desses voluntários da WMBr.
  • Nevio - Lidera o Sexta Poética, que foi construído via Mutirão e recebeu muita ajuda do pessoa da Wikimedia Brasil. Sobre isso, lembro que o Jimmy Walles, numa entrevista que deu, mencionou o fato de ter pouco material relacionado à poesia na Wikipédia. Esse mutirão, na medida que atrai poetas para a plataforma wiki, pode aproximar novos colaboradores para a Wikipédia e potencializar essa categoria.
  • Nevio – Existe uma necessidade de aumentar e motivar uma maior participação dos Wikimedians nas listas de discussão e esforços de coordenação. Como é normal em comunidades de prática virtuais, existe um núcleo que tem maior participação ativa e um grupo ocasional ou "periférico". No entanto, uma maior presença da WMF com apoio aos mutirões ou mesmo participação na lista poderia incentivar a participação ativa desse grupo chamado periférico.
  • Nevio – Não vejo muita motivação de pessoas que participam de projetos específicos em participar da lista. Com poucas exceções de pessoas que são muito ativas em ambas as “comunidades”.
  • Nevio – Não acha interessante as “disputas” de poder dos administradores e acha que somente participar da construção de conhecimento via Wikipedia e Wikimedia eh o que motiva sua participação.
  • Nevio – Teve o Fabio como tutor e gostou muito. Ficou encantado ao receber um “boas-vindas” depois de sua primeira edição. Sente-se que a enciclopédia é algo vivo, feita por pessoas que se comunicam. A motivação do Nevio foi profissional, começou a trabalhar com wikis em função de uma demanda de trabalho e gostou das wikis, então ele estava dedicado a compreender o programa mediawiki. Teve a sorte de trabalhar o Fabio como tutor, então a questão ligadas a “afastamento” de novatos não foi um problema para ele. Mas ele reconhece que esse não eh o caso de todos os voluntários. A exemplo do Online Ambassadors da Publi policy initiative, a WMF penar em expandir esse conceito para outros projetos, criando um grupo dedicado a recepcionar e "cuidar" dos novatos
  • Nevio - vê na Wikimedia um papel importante de fazer apresentações sobre regras, programas de tutorais, etc. Para deixar as regras e processos mais claros e para voluntários não serem polidos de surpresos pelos veteranos menos flexíveis. O program de embaixadores universitários pode ser um caminho.
  • Nevio- inscreveu-se no programa de embaixadores e começou a fazer contatos em universidades, mas ainda não teve muita resposta dos americanos tocando isso.
  • Nevio – Gostaria de ter suporte técnico da fundação para estabelecimento de projetos em órgãos governamentais e empresas e acredita que esse uso interno seria um laboratório para aprendizado tanto interno, como para preparar futuros wikipedistas, como para melhorar a imagem da Wikipedia no Brasil como recurso de qualidade para referencia.
  • Nevio - WikiIpea - projeto do IPEA para utilização pelo IPEA ...Ficou muito chato em reuniões que o Nevio organizou que eles não tinham representação oficial e que não receberam ajuda oficial.
  • Nevio – Wikipedia – A aproximação inicial com a comunidade WMBr aconteceu em virtude de uma possibilidade de doação pelo Banco do Brasil, mas foi mal recebido pois existiu grande receio da intervenção de uma “empresa privada” em uma iniciativa de “cultura livre”. Essa doação somente poderia ser feita a uma pessoa jurídica, o que se mostrou indesejado, levando-me a abandonar a ideia.
  • Nevio – Sobre relacionamento com a SBGC (OSIP - http://www.sbgc.org.br/) foi estruturada em câmaras temáticas. Nevio organiza a câmara temática de e-learning em wiki. Eles já fizeram varias visitas a órgãos do governo (CNJ, STJ, etc.). Pois agora ele tem uma representação institucional via SBGC e isso abre portas. Pensa que algum tipo de acordo ou apoio institucional seria bom. Em Brasília a SBGC tem atuação muito próxima ao setor publico. E o projeto carro-chefe seria o uso do MediaWiki.
  • Nevio – Planejou para a Universidade Corporativa do Banco do Brasil a plataforma de treinamento chamada Sistema Integrado de Aprendizagem de Produtos e Serviços - SINAPSE baseada no software Mediawiki e conduziu oficinas com 120 técnicos das áreas de negócio para que eles próprios construíssem as páginas, que depois de avaliadas e validadas pela UniBB eram consideradas cursos de linha da empresa. Essas oficinas em operação do MidiaWiki sempre usava a Wikipedia como referencia. Isso divulga muito a Wikipedia e melhorou a imagem da Wikipedia naquela empresa. Hoje em dia mais 120.000 empregados já assaram pela plataforma, que virou a principal ferramenta de EAD do Baco do Brasil. Mas o Nevio gostaria que existisse maior foco na questão da “colaboração” e não somente uso do software como veículo. Uma possibilidade nesse sentido seria ações da WMF demonstrando a questão de utilizar metodologias de desenvolvimento conhecimentos colaborativo para transformar conhecimento tácito em conhecimento expresso via aba de discussão. Isso melhora as praticas de colaboração e também os artigos.
  • Nevio – sobre a questão da formação do capitulo – acha que seja muito pouco provável que alguém se voluntarie para assumir todo o ônus de formação de uma ONG. Ele acha que uma ideia mais adequada seria ter alguém da fundação destinado a trabalhar no Brasil, via um escritório oficial /uma representação formal. Mas isso pode abrir espaços para todos os questionamentos legais relativos a responsabilidade dos provedores. Talvez não precisasse nem de alguém full-time, mas pelos menos uma visita mais constante ao Brasil.
  • Nevio – nesse sentido o apoio financeiro seria essencial, e o Nevio deixou de fazer coisas por limitações pessoais. Os voluntários poderiam abrir portas e essa representação oficial poderia fechar os “deals”. Os voluntários seria catalisadores de oportunidades.
  • Nevio - Acredita muito nos Mutirões. Mas os Mutirões são iniciativas novas e não diretamente relacionadas aos projetos tradicionais da Wikimedia Foundation. O Nevio tentou fazer algumas coisas, mas não foi muito bem recebido, pois a lista de Wikimedia eh vista como algo "offline" pelos Wikipedistas e não relacionado com as discussões travadas na esplanada da Wikipedia. Mas o Nevio continua contribuindo tanto para a lista da Wikimedia


2010.11.10 – BeriaEdit

Sobre a relação dos Wikimedias com os Wikipedistas:Edit

  • O Brasil não eh igual aos demais países, onde os próprios wikipedistas lideraram a formação de capítulos. E apos esse processo de institucionalização, os wikipedistas começam a se preocupar com questões da Wikimedia.
  • No Brasil Wikimedias, que não eram wikipedistas, tentaram formar o capitulo, o que não foi aceito pelos Wikipedistas e ai o tema “quebrou” e preferiram não institucionalizar. Eh favorável ao capitulo, e não acha tão relevante esse medo de questões judiciais.
  • Entretanto também acha interessante ter um “escritório da WMF no Brasil”. Isso liberaria a comunidade para ações voluntarias e dos riscos legais. Então pessoas Wikimedias poderiam se preocupar com questões jurídicas e treinamento, e os demais wikipedistas se preocupar com ações de adoção de uso da Wikipédia...como por exemplo Wikipedia nas universidades.

Questão da Wikipedia nas UniversidadesEdit

  • Segundo a opinião pessoal da Beria, no Brasil e em Portugal as Universidades não acreditam na Wikipedia como fonte oficial e de qualidade para trabalhos universitários e os alunos tem “vergonha” de usar. Então acha essencial programas como o da Public Policy no Brasil. Isso pode ser tanto em relação a Wikipedia ou outros projetos como WikiSource, dependendo da “expertise” daquela faculdade.
  • Beria gostaria muito de liderar algo assim no Portugal e Brasil. E acha que mesmo nesse tipo de ação seria mais interessante ter uma presença oficial da WMF no Brasil, pois esse representante ajudaria a comunidade a entender o que eh prioritário para a Fundação e isso ajudaria a comunidade de voluntários a entender o que poderia ser a prioridade para as ações no Brasil.

=Questão de organização da comunidade do Brasil e eleições de prioridadeEdit

  • Interessante constituir um conselho que apoie esse representante no Brasil. A comunidade não deveria se apoiar nesse representante.
  • Isso também ajuda para que sejam eleitas prioridade para a comunidade. Poderá existir problemas sobre voluntários desistindo de participar, se o projeto eleito não for o daquele voluntario. Mas ai, a comunidade tem que pensar quais os projetos são mais “fundamentais” aos golas dos projetos da Wikimedia Foundation. Temos que entender que não eh possível cobrir tudo....então, temos que ser cuidadosos em como comunicar isso.

ComunicaçãoEdit

  • Vê muitos problemas na capacidade de comunicação dos diversos voluntários, como a falta de cordialidade e isso pode impedir a expansão de projetos. Como a WMF pode ajudar nisso.
  • Nesse sentido se a WMF deixasse clara qual tipo de ação ou parceria eh mais interessante , isso ajudaria a melhorar a comunicação e provavelmente canalizar energia dos voluntários. Então não da para “tolher” o que “pode” e o que “não pode”....mas pensar tipos gerais de ações...p.e. “aumentar artigos uteis para a faixa etária de 5-7 anos”...isso da algum dirigismo a comunidade.

Wikipedia BrasilEdit

OutrosEdit

Recomendou falar com o Wikipedista Leandro Martinez Usuario 555... http://pt.wikipedia.org/wiki/Usu%C3%A1rio:555 (Luís Augusto) Joao Lorib(User:Jo Lorib) Lestaty http://pt.wikipedia.org/wiki/Usuário:Sir_Lestaty_de_Lioncourt Porantim


2010.11.16 - ChristianEdit

SobreEdit

  • Sul do Brasil; parte da comunidade jovem da WP (menor que 15 anos); editor desde 2008. Eh administrador e foi burocrata no ultimo ano.
  • Sobre: abril de 2008 (anônimo) e maio de 2008 (registrou o usuário e focou em um tema e no combate de vandalismo. Hoje em dia foca em “hip hop”)

Sobre a Comunidade WPEdit

  • Achou a Wikipedia via Google e percebeu que alguns artigos não estavam completos. A Wikipedia virou um “vicio”.
  • Eh administrador, e era burocrata, e fica chateado com a critica editor... que criticam muito a questão dos bloqueios. São poucos administradores – 30 – e acha que eh um numero pequeno em relação a necessidade e da quantidade de trabalho . Acaba havendo uma guerra de edição.
  • Acha que os usuários experientes perderam parte de seu interesse, mas ainda existem muitos editores anônimos. Acho que os editores experientes abandoaram a Wikipedia em função dessas “guerras de edição”. Já existiu ate mesmo ameaça de briga no “mundo real”.
  • Então os novatos podem ficar, mas os experientes cansam com essas brigas.
  • Não existem administradores e burocratas suficientes.
  • Muitos projetos foram abandonados... existiam “prêmios” e “mutirões” para melhora de artigos, mas hoje em dia ninguém esta promovendo mais esses ou motivando-se por esses
  • Criou o departamento de “diversão” e “jogos”...quem combatia vandalismo ganhava, quem corrigia artigos ganhava...etc...Mas a falta de membros significou que tive que cancela-lo. http://pt.wikipedia.org/wiki/WP:DD A maioria dos inscritos nesse departamento eram jovens.
  • O problema de demora na eliminação de paginas foi corrigido com a criação do “estatuto do eliminador” http://pt.wikipedia.org/wiki/WP:EL
  • Entretanto, o problema da demora de bloqueios ainda não foi resolvido. Ainda acha que administradores tem “medo” de bloquear usuários experientes.

Sobre a questao de Formação do CapituloEdit

  • Não conhece muito, mas acha interessante. Só acha complicada a questão de dedicação da comunidade para tocar algo assim
  • Acho que qualquer estrutura poderia ajudar em deixar as regras dos projetos mais claras.

Sobre a comunidade Jovem da WPEdit

  • Acha que existe um preconceito em relação ao uso e edição da Wikipedia por jovens.
  • Acha que a Wikipedia eh o primeiro site acessado por jovens para iniciar pesquisas. Mas isso pode ser prejudicado por questões de vandalismo... *Pois muitos estudantes acabam copiando partes dos artigos da wikipedia para seus trabalhos escolares.
  • Vê bastante gente entre a faixa maior de 16 anos... mas conhece administradores de 13, 14 e 15 anos. E eles organizaram um chat entre eles e acha isso uma boa forma de comunicação, fora da plataforma da Wikipedia. *Essa forma gerou controvérsia, mas ele acha que o chat ajuda. Eh mais descontraído e não existem obrigações de portar-se formalmente. Eh um ambiente mais descontraído.

http://pt.wikipedia.org/wiki/WP:DD A maioria dos inscritos nesse departamento eram jovens.

Ajuda da WMFEdit

  • Não acha dinheiro é a forma de ajudar, mas acredita que reconhecimento seria legal. Mencionou o exemplo de usuários citados por grandes jornais. (ver caso do Daniel Pádua)

Sobre a problematica Votacao de Novembro 2010Edit

OutrosEdit

  • Indicara mais pessoas da comunidade jovem da WP

2010.11.17 – JaiderEdit

Sobre o projeto WikincatEdit

Criou um wiki para colaboração de informações bibliográficas entre bibliotecários e outras pessoas que gostam de livros, o Wikincat. Possivelmente servirá também para estudo no mestrado ou doutorado em Ciência da Informação.

Sobre a Wikimedia-BrEdit

  • Eh um usuário recente, menos de 2 anos acompanhando a lista WM-Br. Acompanha as discussões das lista da Wikimedia-Br e a considera importante, mas acha que a comunidade Wikimedia-Br eh distante dos projetos. A Lista de discussão não esta focada em projetos específicos como a Wikipedia.
  • Um ponto forte sobre a Wikimedia-Br eh a união entre alguns dos componentes da lista. Isso pode ser bom, mas um limitador para novas pessoas.
  • Não vê muita coordenação em relação a projetos e prioridades. A WMF poderia ajudar a traçar recomendações e prioridades.

Sobre a WikipediaEdit

  • Também apresenta problemas relacionados a lidar com novatos.
  • Sobre a diminuição do numero de editores... Creio que o problema eh a experiência de alguns wikipedistas versus a inexperiência de muitos outros. Ai esses novatos cometem erros e sofrem represálias (às vezes duras demais) dos mais experientes. Quando o Jaider entrou, existiam quase 80 administradores e agora são mais ou menos 33. Acha que os experientes não sabem lidar com os novatos. (Mas considera boa a iniciativa do programa de tutoria) E acredita que as regras estão sendo aplicadas de forma muito rigorosa (por exemplo a questão do que é conteúdo enciclopédico ou não), então, muitos artigos tem sido deletados. Então vi tem menos administradores e menos editores, e mais artigos deletados ou recusados.

Sobre ações para WikipediaEdit

  • Acha interessante a questão dos embaixadores e também a iniciativa de politica publica principalmente editores que possam contribuir com assuntos de especialidade... então precisamos atrair as universidades para que estas sejam fontes de Wikipedistas, já que as mesmas reúnem jovens com facilidade para lidar com a tecnologia wiki e que convivem diariamente com ensino/aprendizagem da universidade.
  • Mas a Wikipedia nas universidades ainda não é considerada como uma fonte confiável. Creio que deveria haver mais campanhas e financiamento para “provar” e promover ou “validar” o método colaborativo de produção de conhecimento. Pensar em projetos de divulgação especifica para Universidades. Existem coisas em inglês que promovem o uso da Wikipedia... mas nada em português. Deu o exemplo de vídeos no YouTube sobre a questão: (1,2, 3, 4 Seria interessante para divulgação, no Brasil, vídeos que mostrassem quem edita a Wikipedia, porque editam, como é editar...)
  • Nesse sentido, poderíamos pensar em ações com experts para ampliar artigos que vão melhorar a educação especializada.
  • Os demais ramos estão crescendo bem e qualquer um do publico pode contribuir... Mas seria interessante expandir em áreas de maior expertise.

Sobre a participacao do jovemEdit

  • Acha bem legal a participação de jovens. Não acredita que precisa criar um espaço “especial” para jovens. A Wikipedia é terra de contribuição de todos. A idade não deve ser critério, mas sim a qualidade da contribuição.

Sobre o CapituloEdit

  • Não vê (por enquanto) o capitulo como “solução” para melhoria da coordenação dos voluntários no Brasil.
  • Não acha que as pessoas que participam de projetos estão interessadas na questão do capitulo, e ao mesmo tempo não reconhecem na Wikimedia-Br uma “representante” da WMF.
  • Não acha que o capitulo realmente faz falta em relação a financiamento.
  • Acha, entretanto, que o primeiro passo seria o estabelecimento de prioridades no Brasil e a partir dai, pensariamos em qual tipo de estrutura atenderia essas prioridades.
  • Acha que não precisa de hierarquia no Brasil, mas sim estrutura. Acha bom se tivesse alguém da WMF responsável pelo fortalecimento das relações com o Brasil e isso poderia ser feito dos EUA e não pela contratação de uma pessoa no Brasil.

2010.11.20 - HeitorEdit

  • Santa Barbara do Oeste/SP – 19 anos – Estudante Universitario
  • Usuario: Heitorc.jorge

Sobe o HeitorEdit

  • Começou a editar a Wikipedia-pt em agosto de 2007 (mais de 40 mil edições) e algumas contribuições em inglês, Wikimedia Commons

Sobre a WikipediaEdit

  • Problema para receber novatos. Tantos os experientes tem pouca paciência como os novatos tem pouco interesse em aprender todas as regras.
  • Acha que o vandalismo ajudou a comunidade fechar-se e “panelinhas” foram formadas. Editores mais experientes usam outros canais para comunicar e existe grande briga por “influência”.
  • Não acha que novas atividades sejam a solução. Mas seria interessante algum guia para os editores experientes deveriam ter alguma forma de “tutoria” para saber tratar os novatos melhor.
  • Wiki-SP, Wiki-Rio já existiram. Mas eram encontros pequenos. Acha difícil fazer encontros grandes, mas acha interessante. A questão seria custo.
  • Não soube sobre reuniões internacionais da Wikimedia.

Wikipedia x WikimediaEdit

  • Não sabem muito sobre os Wikimedians
  • Acha que a maioria dos editores quer só contribuir com artigos e é isso que interessa. Não quer discutir coisas meta ou regras.
  • Uma minoria de editores participa do processo de regras da Wikipedia. Mas é mais interessante do que a discussão de coisas entre os Wikimedias.

Parcerias InstitucionaisEdit

  • Relacionada às brigas internas.
  • Wikipedia é malvista ou ignorada por Universidades. Ai neste sentido parcerias institucional pode valer a pena para reverter esse quadro e trazer conteúdo qualidade.
  • Wikipedia precisa de parcerias em qualquer área do conhecimento. Não acha que tem uma área mais “aberta” a proposta da Wikipedia.

Wiki ProjetosEdit

  • Hoje existem mais de 40 membros, mas menos de 5 são ativos. Essa foi uma ideia que deu certo no começo e hoje eh muito residual. Considera a ação mais individual, guiada pelo interesse e expertise individual. Existiram projetos com mais de 100 membros e com metas, mas a participação acabou.

Ajuda vinda da Wikimedia FoundationEdit

2010.11.22 - Lucas NunesEdit

Sobre o LucasEdit

  • Lucas - 17 anos
  • Comecei a editar pra valer em 2007 na Wikipédia e também participei ativamente de outros projetos, como o wikisource, wikcionários e também de outras línguas.
  • Fiz uma pesquisa no google e achei a wikipédia, daí fui conhecendo cada vez mais a wikipédia.
  • Atualmente, na ptwiki há uma falta de administradores e os atuais nem são tão ativos, consequência disso foi a criação dos "eliminadores".

Wikipedia e UniversidadesEdit

  • Nas escolas e universidades, a Wikipédia não é tida como fonte confiável de informação, o argumento dos professores é que qualquer um pode editar e isso acaba com a credibilidade do que é escrito, por causa do vandalismo. Poderia ser tomada alguma iniciativa pra tentar mudar isso, como projetos e/ou parcerias explicando melhor sobre a Wikimedia e trazer conteúdo de qualidade.

A Comunidade da WikipediaEdit

  • A interação entre os usuários é restrita, há alguns encontros, como o WikiRio e Wiki-SP. Temos milhares de usuários, mas nos encontros não vão nem dez pessoas. Seria interessante ter encontros maiores, mas claro, a questão é custo de deslocamento.
  • O problema de diminuição do número de editores se deve ao fato de haver editores experientes e os novatos. Quando os novatos erram, não podem ser "mordidos" e sim orientados. Para ajudá-los existe o programa de tutoria, em que um editor experiente guia um novato. Mas se o novato for repreendido, vai simplesmente sumir da wikipédia e ter uma visão equivocada do nosso objetivo.
  • Existem problemas internos graves, recentemente os stewards fizeram uma intervenção na ptwiki. Também já houve administradores que criaram sock puppets e criaram tensões no projeto. Outro problema são os usuários novatos que têm suas edições corretamente eliminadas e se revoltam com os admins.
  • A eleição pra escolher novos burocratas e verificadores foi cancelada, porque não tinha candidatos suficientes; haverá uma nova votação (com atraso).

Sobre o CapítuloEdit

  • Sobre a formação de um capítulo, não tenho muito conhecimento, mas é uma ideia interessante. É necessário organização pra isso funcionar.
  • Eu me tornei administrador com 15 anos e sinto que há um pouco de preconceito com os jovens na wikipédia, mas há outros admins jovens também.

Sobre ajuda vinda da WMFEdit

  • Dando dinheiro, estamos ajudando a Wikimedia, mas existem outras formas também. A maior divulgação na tv, jornais, revistas, sobre a wmf traria mais reconhecimento à instituição.

2010.11.24 - Filipe RiberioEdit

Você em relação a Comunidade:Edit

  • De qual(is) projeto(s) da Wikimedia Foundation (WMF) no Brasil você participa?

Participo ativamente da Wikipédia lusófona. Também faço uso do Commons, mas geralmente apenas quando necessário para complementar artigos da Wikipédia.

  • Qual o seu papel no(s) projeto(s) Wikimedia Foundation no Brasil do(s) qual(is) você participa?

Comecei a editar a Wikipédia em setembro de 2007. A partir do segundo semestre de 2008 comecei a participar mais ativamente da comunidade, e em janeiro de 2009 fui eleito administrador, estatuto que mantive por oito meses. Depois de voltar a ser um editor comum, continuei a participar das discussões e propostas. Em fevereiro de 2010 ensaiei uma saída, que acabou se concretizando em junho. Voltei em setembro, mas (por decisão própria) jamais retornei ao patamar de participação que tinha antes.

  • Faz parte da Wikimedia no Brasil?

Não faço parte.

  • Tem alguma facilidade ou dificuldade para participar dos projetos da WMF Brasil que poderia comentar?

Nunca me interessei em ter envolvimento com a WMFBR.

Sua visão sobre a Comunidade:Edit

  • Quais os pontos fortes e fracos que observa na comunidade?

Falarei apenas sobre a comunidade da Wikipédia lusófona. Na minha opinião, há uma forte "guerra de egos", entre autointitulado especialistas na área X e na área Y, entre brasileiros e portugueses, entre moradores desta ou daquela região, entre gente que gosta e gente que não gosta de determinado assunto, enfim. Foi esse péssimo clima que motivou minha saída em junho e, após minha volta, faço o possível para não me envolver nessas disputas. Posso estar sendo pessimista demais, mas no momento não consigo lembrar de nenhum ponto positivo da comunidade, já que nem mesmo apontar soluções para melhorar os problemas que todos concordam que existem é feito (algo como "precisa mudar, mas deixa que os outros mudam"(SIC)).

  • Quais são as prioridades da comunidade brasileira?

Para a maioria, alimentar seu próprio ego. As poucas vozes que lutam pela paz entre os usuários e pela melhoria do projeto (não sei se conseguiria citar uma dezena) são caladas pelas demais.

  • Quais deveriam ser as prioridades da comunidade brasileira?

Trabalhar em conjunto pela melhoria da imagem e da qualidade da Wikipédia.

  • Você vê a comunidade brasileira como uma comunidade coesa, com objetivos claros?

De modo algum. Não só a brasileira, mas a lusófona. No cenário atual, tenho dúvidas até mesmo se é possível chamar de comunidade o grupo de usuários que edita o projeto.

  • O que poderia melhorar em relação à comunidade brasileira da Wikimedia?

Como disse no início da seção, estou falando apenas em relação à Wikipédia lusófona, não em relação à WMBR, a qual eu desconheço. A "comunidade" lusófona melhoraria sobremaneira se os indivíduos que a compõem se desarmassem e adquirissem humildade para trabalhar em conjunto por um objetivo comum.

A comunidade em relacao a WMF:Edit

  • Qual tipo de interação existente entre a WMF e a comunidade?

Se há, eu desconheço.

  • Qual tipo de suporte gostaria de receber da WMF?

Acho que o apoio técnico poderia ser maior, assim como a realização de eventos on e off-line para atrair novos editores.

  • Quais áreas ou aspectos você vê como críticos para aprimorar a relação entre a WMF e a comunidade brasileira?

Novamente, os egos. O pouco contato que tive com a WMBR me deu a impressão de que, se há poucos integrantes na entidade, há menos ainda dispostos a se doar ao projeto, esquecendo status pessoais.

  • Caso você não tenha nenhuma estrutura especifica em mente, quais acreditam deveriam ser as responsabilidades de alguma pessoa que de alguma forma represente a WMF no Brasil?

Trabalhar pela imagem do projeto, auxiliando na sua qualidade e sendo o responsável pela divulgação externa.

2011.01.26 - Rodrigo Tetsuo ArgentonEdit

Sobre o RodrigoEdit

  • Sobre o Rodrigo:
    • Ele é de São Paulo e contribui para a Wikipedia desde 2006 anonimamente (IP) e com o tempo, em 2007, registrou-se na Wikipedia em português e inglês. Contribui em volume de edições mais com a Wikipedia-pt, recentemente se afastou do projeto por não ter crer que o excesso de regras e atritos tornam na um projeto próximo aos ideais do Movimento Wikimedia, mas também contribui para a Wikimedia Brasil, Wikinews, Wikimedia Commos, OTRS, Wikimania, Strategic Planning.
  • Sobre a relacao com a comunidade:
    • Rodrigo foi um dos primeiros a trazer a ideia de formação de capitulo para o Brasil. Não participa ativamente da lista de discussão da Wikimedia Br, mas lê a lista e ajuda com trabalhos práticos. Ajuda na implementação off-line das ideias que aparecem online, participando e contribuindo na organização e realização de reuniões presenciais.

Wikipedistas x WikimediansEdit

  • Quais os pontos fortes e fracos que observa na comunidade? Quais são as prioridades da comunidade brasileira?
    • Fez a tradicional diferença entre Wikipedistas e Wikimedias. "o wikipedista Brasileiro é um usuário que não sai de casa" "é uma comunidade mais fechada do que possa parecer" "tanto que a maioria dos voluntários da Wikimedia Br não são Wikipedistas, não por falta de convite", outro fator levantado foi a extensão territorial "a distância entre cidades importantes é grande, isso gera dificuldades em reunir a comunidade como acontece em outros países, como Portugal, gerando uma consequente dificuldade de interação entre os Wikiers (Qualquer voluntário do Movimento Wikimedia, seja Wikipedista, seja Wikimedians..)". “E a integração online entre Wikipedistas lusófonos, é praticamente nula, graças a rinchas e tentativas de proibição de conversas fora do projeto, graças a teorias conspiratórias”. Acha que mesmo que "WMF pagasse tudo o que necessário (para a reunião), mesmo assim eles não apareceriam.". “A exemplo são os eventos realizados em S.Paulo, mesmo que convites sejam feitos, e havendo um número grande de Wikipedistas paulistanos, não há presença dos mesmos nos eventos”. Afirma isso, pois desde 2008 tenta convidar wikipedistas para eventos e o pessoal não aparece, o reflexo disso foi a Campus Party, na qual a maioria era WikimediaBr. "Foi um pouco diferente quando o Jimbo veio ao Brasil, mais wikipedistas apareceram, mesmo assim, os que apareceram tiveram alguma ligação com a WMBr".

Papel da WMF no BrasilEdit

  • Como você vê a WMF, e qual deveria ser o papel da WMF no Brasil? **"Fornecer suporte, como materiais, reconhecimento”, "a WMF dizer que apoia a Wikimedia Br" e isso não depende da abertura de uma estrutura legal. Isso ajuda a comunidade brasileira a sentir-se legitimada atraindo voluntários que não acreditam que a WMBr representa de alguma foram a WMF, e “não há necessidade de inserção massiva de dinheiro para as coisas funcionarem, fizemos ações durante 3/4 anos sem dinheiro"..."então liberar branding e material é o mais importante". "Voluntários não tem acesso a lista de discussão de capítulos, e outros benefícios que os capítulos já tem acesso". "Um pouco mais de conversa, mas nada assim que necessite de muita intervenção, pois com um pouco de suporte a própria comunidade consegue fazer as coisas".
  • Isso continua sendo verdade se você vê o crescimento baixo de números de wikipedistas?
    • Isso é um problema diferente","Na Campus Party, entrevistamos muita gente, e nem todos conheciam a Wikipedia ou sabiam que poderia contribuir”. Então ações para espalhar esse conhecimento seriam necessárias, mas não acha que isso partirá dos wikipedistas brasileiros.

Aumento de Wikipedistas no BrasilEdit

  • Como voce ve as problematicas internas da Wikipedia?
    • “Os wikipedistas brasileiros não tem muita paciência e educação“ “recebo muitas reclamações via OTRS, e há pessoas ameaçando processar a wikipedia em função dos maus tratos “, “parece que há falta de carinho para com novatos e isso afasta novos contribuidores”, ressaltou também que um dos motivos é o número alto de vandalismo, “os números de vandalismos são altos e isso gera muita impaciência interna”, mas lembra que não é exclusividade da Wikipedia-pt, logo não é justificável. Outro problema que mencionou foi a questão de falta de conhecimento sobre as licenças abertas que regem a Wikipedia ou licenças em geral. “brasileiros, de um modo geral, não sabem que não é permitido copiar coisas da Internet e colar na Wikipedia. Eles pegam qualquer imagem e sobem na Commons, sem saber que aquilo é ilegal. E os wikipedistas não sabem discutir ou tratar isso de forma tranquila ou com conhecimento, acabam dizendo que não pode e acabou”
  • Como isso pode ser melhorado (falta de conhecimento sobre licenças)?
"Acho que isso esta meio fora do alcance da WMF, é um problema estrutural, o país não tem conhecimento sobre propriedade intelectual. E não há interesse por parte dos organismo educacionais de fornecer esse conhecimento e por parte da população em entender o que se trata"
  • Como vc diferencia a comunidade da Wikipedia-pt e a Wikipedia-En?
“como existem mais voluntários engajados na Wikipedia-En, esses problemas ficam mais diluídos” acha que tem mais gente que “entende a Wikipedia e não esta lá buscando status”

EstruturasEdit

Debatendo estruturas

CapítuloEdit

"É impossível fazer um capitulo (no Brasil), com toda a parafernália jurídica necessária, pois isso vai gerar muitos problemas, “ como disse antes a distância dificulta fazer assembleias presenciais, necessárias segundo determinações legais no país”, disse que não seria impossível fazer as reuniões, mas ressaltou que seria custoso. Além disso “burocracia, problemas legais e tudo isso atrasaria outros projetos e mutirões”, “mandar ata para todo pais, ou trazer gente”, “ou processos longos de aprovar um projeto, e perder todo esse tempo significa perder tempo que poderia ser dedicado a 4 ou 5 outros projetos”, “manter as coisas informais significa que um único indivíduo pode vetar um projeto, diferente de um modelo hierárquico aplicado em outras organizações, incluindo WMF e os chapters” ”no inicio da discussão sobre o capitulo a ideia da formação de uma ONG era o nosso norte, mas depois de discussões com advogados, pessoas da comunidade do livre conhecimento no Brasil e acadêmicos, ao longo processo notamos a dificuldade que é abrir e manter uma ONG e o risco de processos pelo conteúdo online." Mesmo sabendo que não seriam responsáveis pelo conteúdo, ainda existe a insegurança de que pessoas sejam processadas e no Brasil o processo é extremamente longo e custoso. (Ver: Talk:Wikimedia_Brasil/Bylaws, Talk:Wikimedia_Brasil/Estatuto, [2], algumas conversas não foram documentadas, pois muitas foram presenciais e por causa do volume de coisas e falta de uma gravação, essas se perderam.. mas há os registros dos emails da lista havendo mais de 200 emails somente sobre essa discussão da ideia de mutirão x ONG, muitos deles não educados (:P) e apartir de ~março de 2009 a idéia de ONG começa a ser substiuída pela ideia de mutirão, sendo que a ONG fora aprovada pela WMF Wikimedia Brasil/Official Information e os voluntários desistiram da idéia.)

MutirõesEdit

Foi uma ideia que foi cultivada por, pelo menos, dois anos... mutirão foi resultado de uma série de conversa. O estatuto Br já estava ate aprovado pela WMF [1][2], mas a comunidade desistiu. Motivações para ter esse modelo levantado pelo Rodrigo são a eliminação de burocracia, otimizando os processos de criação de projetos e aplicação dos mesmos, eliminar possíveis custos com a manutenção legal e não delegar poderes a uma pessoa.

Mutirões + suporte administrativo no BrasilEdit

Qualquer pessoa tem que seguir a Carta de Princípios, que é soberana a tudo e qualquer coisa, comunidade e projetos. “soberana a qualquer voluntário” “essa pessoa não esta fazendo o papel dele, então seria desligado automaticamente se não seguir a carta de princípios - Carta de Princípios ”. , “por exemplo, fazer negociações que segrega pessoas....isso vai contra a carta de princípios” “os princípios são questões gerais, mas que representa bastante a comunidade e ela inibe muita coisa”

    • Contratações locais
      • CEO = chief executive officer
      • COO = chief operating officer brasileiro?
      • Captador de recursos brasileiro?
        • Essas três funções são importantes e necessárias, mas o melhor seria ser alguém da comunidade Wikimedia Br que já conheça todo esse processo. Mas essa pessoa tem que estar subordinada a carta de princípios e uma pessoa muito bem instruída.
A pessoa tem que “ter cabeça aberta” para saber interagir com a comunidade e suporta-la. Acha que essa pessoa tem que estar no Brasil, ainda mais para captar recursos locais e desenvolver ações no Brasil.
Acha que independentemente de quem será contratado, deveriam existir representantes/coordenadores locais. Acha que essa pessoa tem que estar em São Paulo, onde a maioria dos Wikimedians e mesmo Wikipedistas estão.

Mutirões + suporte administrativo direto da WMF nos EUAEdit

"Acho necessário que mesmo que haja os voluntários do mutirão, se haverá um suporte por parte da Wikimedia Foundation, deveria haver pelo menos uma contratação no país, para lidar diretamente com investidores e etc."

Pequenos capítulos + mutirão (nova proposta)Edit

Rodrigo afirmou mais de uma vez que um capítulo legal brasileiro não funcionaria por vários motivos, mas nada impede de haver pequenos capítulos locais que dão suporte ao Movimento Wikimedia Brasil, ou seja, pequenos chapters espalhados pelo país que apenas dão suporte para que a Wikimedia Brasil funcione como mutirão, havendo assim nesses capítulos apenas processos burocráticos, mas nenhuma ação, pois dessa forma todos os projetos serão livres para serem concretizados sem haver intervenção de nenhuma forma.

Sistema de pequenas concessões ("small grants") - Voluntários geram oportunidades de parcerias institucionais e encaminham com a WMFEdit

"Pode funcionar muito bem, mas não deixa de ser um mutirão com dinheiro, só espero que a WMF não coloque muitos processos burocráticos para o investimento no mutirão"

Parcerias diretas feitas pela WMF, independentemente dos voluntários?Edit

"Acho que algumas podem até dar certo, mas sem a comunidade acho difícil"

2011.01.27 – HelderEdit

Sobre o HelderEdit

  • Sobre o Helder: O Helder é de Campo Grande, MS, e hoje está em Campinas, UNICAMP.

Participacao da WikipediaEdit

A percepcao equivocada da proposta do Helder e as respostas dos Wikipedistas, unidas a falta de tempo do Helder, significou a “morte” desse projeto. “a atitude padrao eh de ir la e deletar e nao de melhorar ou corrigir”

MitoEdit

Conversou com muitas pessoas, mesmo pelo Twitter, e percebeu uma concordancia geral sobre a questao de que muitos sofreram cortes e tiveram edicoes deletadas sem maiores explicacoes ou sem instrucoes de como melhorar ou corrigir o que estava sendo feito. Isso fez com que muitos desistissem de contribuir.

Wikimedia x WikipediaEdit

Nao conhecia as diferencas, mas as concheceu e entendeu melhor a partir do Projeto Catalisador Brasil. “foi parte de um interesse pessoal, em funcao do projeto http://umamao.com. A ideia eh integrar esse projeto a Wikipedia e expandir a participacao na Wikipedia e no projeto via parceria com universidades”

Sobre o Software MediaWikiEdit

Acha que melhorias no software ajudaria a maior participacao. Tambem acha que melhorias na pagina inicial da wikipedia.org deveria ser uma pagina que ja traz links claros em como pessoas podem participar e espaco de login claros. “Isso eh uma forma muito mais natural de introduzir pessoas ao mundo da Wikipedia” “acho que a WMF teria o papel de melhorar isso, nao deixar tudo a cargo da comunidade”

---

Expandindo: eu acho que dá para mostrar menos conteúdo na página inicial e torná-la mais um "ponto de conversão", explicando como funciona a Wikipedia (o mesmo vale para outros projetos) do ponto de vista de quem participa (talvez um video ilustrando algumas features, com depoimentos de pessoas não técnicas que contribuem) e com um botão de "faça seu cadastro".

Como exemplo, o site de compartilhamento de fotos Flickr.com tem apenas *uma* foto aleatória na página inicial (a Wikipédia lista dezenas de artigos), para dar um gosto do tipo de conteúdo que existe no site, e o resto do espaço é usado para explicar ao visitante do que se trata o site e como ele pode participar. A pessoa pode criar uma conta ali mesmo (há um botão grande e claro de "Criar sua conta") e há um "tour" que faz um passo-a-passo mais detalhado de como funciona o site para quem ainda não se convenceu. Essa estrutura de página inicial é praticamente padrão hoje na internet, e é o resultado de bastante estudo e medição do que funciona ou não.

Durante o cadastro, também é possível guiar a entrada da pessoa, sugerindo artigos nos quais ela pode ter interesse e dando-lhe a opção de vigiá-los. Os gostos da pessoa podem ser usados depois para sugerir-lhe artigos faltantes (links em vermelho) ou esboços relacionados que ela poderia criar/expandir. Isto resolve o problema abaixo de "sobre o que eu escrevo?". Além disso, evidenciar o recurso de "vigiar página" e estendê-lo a artigos faltantes, exibindo mais proeminentemente na página o número de pessoas que a vigiam explicitaria a demanda por contribuição naquele assunto e resolveria o problema do "será que alguém vai ler o que eu escrever aqui? Vale o meu tempo?". Helder Ribeiro 11:45, 28 January 2011 (UTC)

Qual o possivel papel da WMF no BrasilEdit

“um dos problemas da comunidade ter que compensar as limitacoes do software, eh a geracao de normas comunitarias que podem ser muito complicadas e afstar inovacao e novatos. Entao o que a fundacao poderia fazer era algo como o “google Summer of Code”, que eh uma ideia super legal para melhorar o software e desafogar a comunidade” “Essa ideia do summer of code poderia ser pensada para conteudo, e entao trazer pessoas com bolsas ou patrocionio de viagem para dedicar tempo a escrever artigos ou para organizar comunidade local para escrever artigos” “isso eh um ponto de partida muito forte para atrair pessoas”

EstruturasEdit

Acha que existe clara diferenca entre quem esta interessada na parte burocratica de expansao da fundacao em relacao aqueles que contribuem para a Wikipedia. Entao alguma estrutura formal de representacao ajudaria em alguns casos nos quais papeis tem que ser assinados (repetiu detalhes que o Kul falou na USP sobre a questao de formalizacao de capitulo). “suspeita que talvez o medo das pessoas que trabalhe com edicao eh que esta estrutura burocratica venha a criar interferencias. Se for isolada – nao tiver poder sobre os editores – seria melhor” Outro problema eh a questao de “obrigar” editores a contribuir com a “burocracia”. Isso nao pode acontecer. Os perfis de pessoas sao diferentes.

Sobre conteudo da WikipediaEdit

“existem barreira de entrada fortes”

  1. achar o tema “a primeira delas eh saber com o que podemos contribuir. Tudo o que ja consegui pensar ja existe entao nao ha nada a se contribuir.”
  2. saber o que eh relevante sobre o tema “mas caso vc ache algo que nao tem, uma segunda barreira eh o que escrever sobre isso”
  3. saber o qual a audiencia e se alguem vai se interessar em relacao ao que vc escreve
  4. enfrentar a comunidade

Como sugestao, existem metodologias de saber qual conhecimento precisa ser produzido. Sugeriu por explo o projeto quora.com, um site de perguntas e respostas que ajuda voce saber qual o conhecimento que esta sendo buscado e por quantas pessoas. Entao ajuda a especificar que tipo de conhecimento ainda eh necessario.

2011.01.27 - Gullit Torres DiasEdit

Sobre o GullitEdit

  • Sobre o Gullit: tem 18 anos, mora no interior de Sao Paulo e é estudante universitário de geografia na UNESP. Conheceu a Wikipedia por necessidade escolar. Conheceu a Wikipedia em 2007 e a utilizá-la. Abriu conta em agosto de 2009 e começou a editar a Wikipedia-pt em dezembro de 2009. Ele tenta contribuir mais para artigos na area de geografia, pois faltam artigos nessa area em portugues (tem mais em ingles). Tambem contribui com artigos de musica.
  • Sobre a relação com a comunidade e o começo do processo de contribuição: Desde o começo o Gullit foi bem recebido, pois em geral recebia comentários construtivos para melhorar suas edições. Ele não leu os guias no começo e editava com base em padrões de outros artigos, entao seus erros nao eram muitos ou grandes, então as mensagens que recebeu sempre foram tentando ajudá-lo a melhorar o artigo. “Foi tudo na base do erro e acerto”. “A criacao de artigos ou a melhora deles eh meu foco, pois a Wikipedia em portugues tem artigos escassos e nao muito bons em minha area. Minha vontade esta nessa area de criacao de artigos. “ “eu leio as discussoes sobre normas comunitarias, mas nao participo”, “a wikipedia-pt cresce devagar e eu queria que ela crescesse mais”

Como fazer a Wp-pt crescerEdit

  • “Acha que a principal necessidade é o aumento dos editores e ai a Wikipedia-pt parou ou cresce muito devagar” “temos que aumentar quantidade e qualidade”
  • Existe no Brasil um certo preconceito ao uso da Wikipedia-pt, entao temos que favorecer e incentivar universitários a contribuir. “wikipedia é fonte não segura”. Então palestras e encontros promovendo parcerias seria interessante.

Como a WMF pode contribuirEdit

  • “acho que deveria haver um estreitamento entre a fundação e wikipedistas, pelos menos nos canais de dúvidas e encontros”
  • Nao acha que a língua portuguesa é muito valorizada. E muitas vezes encontrou documentos em varias linguas mas não em português. “Então precisamos melhorar canais de comunicação e principalmente tradução.”
  • tambem promover encontros entre wikipedistas brasileiros

Como os voluntários podem contribuirEdit

  • Treinamento: Promover esclarecimento sobre a Wikipedia-pt, como funciona, como lidam com vandalismo, etc
  • Temos que dividir tarefas, cada um tem a sua personalidade e vontade de contribuicao. “acho que tanto wikipedistas e wikimedians poderia exercer esse papel”

EstruturasEdit

  • Seria interessante ter alguem que fosse contratado pela WMF, que visitasse a fundacao e outros paises e trouxesse tal experiencia ao Brasil para organizar a comunidade.
  • seria interessante alguem da propria comunidade Wikimedia e o melhor é que fosse um voluntário


2011.03.01 - Haydée SvabEdit

Sobre a HaydeeEdit

Técnica da Cia do Metropolitano de São Paulo (METRÔ) e estudante de engenharia civil na Poli-USP e membro do Escritório Piloto da Escola Politécnica e do PoliGNU (Grupo de Estudos de Software Livre da Poli-USP).

Você em relação a Comunidade:Edit

  • De qual(is) projeto(s) da Wikimedia Foundation (WMF) no Brasil você participa?
  • Qual o seu papel no(s) projeto(s) Wikimedia Foundation no Brasil do(s) qual(is) você participa?

Tentei participar como editora da Wikipedia (não foi uma experiência bem-sucedida) e em geral gosto muito de estar na lista da Wikimedia-br para saber quais são os demais projeto wiki que são desenvolvidos e aos quais recorro várias vezes.

  • Há quanto tempo faz parte da Wikimedia Foundation no Brasil?

Eu não faço parte, pelo menos acho que não, só participo da lista e faço um pouco de propaganda dos projetos com amigos, professores (da faculdade onde estudo) e alunos (dou aula em cursinho popular).

  • Tem alguma facilidade ou dificuldade para participar dos projetos da WMF Brasil que poderia comentar?

Eu gostaria muito de editar Wikipedia, participar da Wikiversidade, etc. Mas tentei um pouco (na Wikipedia), pedi ajuda através da requisição de um tutor e não fui feliz. Sobre a wikiversidade tb tenho grande dificuldade com "saber e respeitar as regras" para edição. Sei lá, às vezes vejo discussões sobre se alguma coisa deveria ir para a wikipedia ou para a wikiversidade ou para outro projeto wiki e isso me parece burocrático demais, além de que para alguém que está começando, é muito complicado entender como editar, onde colocar as coisas (a qual projeto é pertinente), etc.

  • Com quais voluntários ou tipos de voluntários da WMF Brasil você tem maior relação?

Chegamos a conhecer o Thomas pessoalmente (ele veio na Poli falar sobre Wikimedia para o PoliGNU - grupo de que faço parte). Acho inclusive que ele esperava maior relação e envolvimento nosso, mas como somos poucos e estamos com vários projetos e ninguém do grupo tem a cultura wiki como primeira atividade (em geral cada um se interessa por desenvolver algum código/SL específico) essa relação minguou.

Sua visão sobre a Comunidade:Edit

  • Quais os pontos fortes e fracos que observa na comunidade?

Ponto forte: colaborativismo / Ponto fraco: falta de clareza nas ações (quem pode auxiliar, como pode etc.)

  • Quais são as prioridades da comunidade brasileira?

Não faço ideia.

  • Quais deveriam ser as prioridades da comunidade brasileira?

Difundir a cultura wiki assoicada à cultura de colaboração livre pelo Brasil, tendo a preocupação de agregar cada vez mais gente, gente mais nova, para que a alimentação de conteúdo seja grande e assim funcione a teoria do controle social em ambientes colaborativos; além de ser uma garantia de atualização das informações - o que mantém o interesse pelo site/instrumento virtual, afinal a grande dificuldade na internet é alimentação e não criação de plataformas.

  • Você vê a comunidade brasileira como uma comunidade coesa, com objetivos claros?

Não. Mas sinceramente, não acho que precise ser coesa, pois em ambientes colaborativos reúnem-se pessoas diversas e coesão é praticamente a construção de um consenso que muitas vezes exclui de voz as minorias. Mas quanto aos objetivos, este sim devem ser claros - objetivos e diretizes amplos devem ser definidos e não imagino que seja muito difícil.

  • O que poderia melhorar em relação a comunidade brasileira da Wikimedia?

Vou dar um exemplo bobo: assim que alguém entrasse na lista, por exemplo, ter um texto inicial explicando o que é a Wikimediabr, quais são seus objetivos, etc. Outra proposta é haver uma página (pode ser wiki tb) explicando como é a wikimedia, como funciona, o que pode ser feito, com contatos, etc. Eu não sei se isso existe, mas se existir, não é exatamente bem divulgado. Estou pensando em alguém, tipo um jornalista ou um estudante, que resolve fazer um pesquisa sobre wiki... seria interessante ter um lugar que reunisse informações básicas institucionais, dos projetos existentes (com links), dos contatos (podem ser vários por projeto), das regras básicas de funcionamento.

A comunidade em relacao a WMF:Edit

  • Qual tipo de interação existente entre a WMF e a comunidade?

Sei apenas da sua relação Carolina, fazendo interface entre WMF e comunidade. Lembro-me quando vc se apresentou na lista falando um pouco sobre isso.

  • O que gostaria de ver melhorado nessa relação?

Não sei ao certo.

  • Qual tipo de suporte gostaria de receber da WMF?

Acho que como usuária queria alguém para me ajudar a colaborar com projetos. Como membro do PoliGNU gostaria de parcerias para divulgar a cultura wiki e formas de participação efetiva (como com oficinas na poli, debates, etc)

  • Quais áreas ou aspectos você vê como críticos para aprimorar a relação entre a WMF e a comunidade brasileira?

Não sei ao certo.

  • Como você vê a questão de formação dos capítulos? Essa estrutura funcionaria em alguma medida para o Brasil? O que é “bom” e o que é “ruim” nessa estrutura?

Eu li o conteúdo dos links que vc passou e deu para ter uma noção mas não entendi exatamente qual a diferença entre mutirões e capítulos. Os mutirões são mais livres e abertos que os capítulos, é isso? Os capítulos seriam uma representação formal que um mutirão não tem p/ a WMF? Pq um mutirão não pode eleger para cada assunto / evento um representante? Pois parece que a diversidade de assuntos / projetos / pessoas não possibilita uma representação formal única, já que seria coesa, mas tb seria pobre e parcial pois não conseguiria abarcar a diversidade existente. É por aí? Se for isso mesmo que eu entendi, acho que basta a WMF reconhecer que não é em todos lugares que funciona o esquema de capítulos, reconhecer a forma alternativa que a comunidade aqui tem e dar o mesmo status / aporte / suporte para que a cultura wiki não saia prejudicada por conta de decisões administrativas.

  • Quais outros formatos de estrutura crê que podem ser úteis para ajudar na expansão e consolidação da comunidade brasileira?

Tenho pouca experiência nesse tipo de "gestão virtual", mas acho que quanto menos burocracia, menos requisitos para entrada, menos você precisa ser A, contribuir N vezes, ter tantas participações, melhor... mais pessoas participarão. Por outro lado, é necessária alguma estrutura para a promoção da ideia, organização e auxílio daqueles que querem contribuir, etc. Então não sei ao certo qual o desenho administrativo ideal que ao mesmo tempo respeite a liberdade usando-a como incentivo à participação e também consiga ter clareza e aporte institucional necessário à longevidade dos projetos.

  • Você vê esses modelos “alternativos” ao modelo de capítulos acontecendo em outros países ou em outras comunidades?

Não sei.

  • Algum desses formatos faz sentido para o Brasil?

Parece que o de mutirões faz... o de capítulos também, mas tem que ver em qual a comunidade que já colabora se vê, com suas vantagens e desvantagens.

  • Quais as diferenças culturais ou de dinâmica da comunidade que justificam a possível busca por um formato alternativo ao formato de capítulo?
  • Caso você não tenha nenhuma estrutura especifica em mente, quais acredita deveriam ser as responsabilidades de alguma pessoa que de alguma forma represente a WMF no Brasil?

Nossa, pergunta difícil... é quase perguntar o que o presidente da República do Brasil deve representar no exterior. Num processo / procedimento / ato representativo, sempre haverão perdas pois nunca alguém conseguirá representar a diversidade de um grupo, ainda mais tão diverso como o wiki permite. Assim, acho que a principal função interna seria articular os diversos projetos, tomando assim conhecimento deles e captar recurso (material e imaterial) para que continuem e cresçam. Aí seria muito mais um papel de coordenação de trabalhos do que de representação. Aí, caso houvesse algum evento que precisasse de representação, essa pessoa (ou grupo) teriam conhecimento dos diversos projetos para falar sobre eles, ao mesmo tempo que (para mim seria o ideal) poderiam sempre abrir mão de representar e falar dos projetos para dar a eles próprios voz e espaço de divulgação e expressão - assim, cabendo-lhe a tarefa primeira de abrir espaços para os projetos wiki existirem e serem percebidos pela sociedade.

Comentários livresEdit

  • Use este espaço para fazer comentários livres sobre a possibilidade de expansão da Wikimedia no Brasil. Aqui você também poderá sugerir ideias de parcerias que a Fundação ou comunidade poderia buscar para ampliar sua atuação no Brasil.

Acho que escrevi um pouco sobre o que queria dizer por aqui nos itens acima, mas ficam as ideias principais de guiar melhor os novatos e divulgar mais e melhor a cultura wiki, dando não só palestras e falando como é legal, mas também oficinas mão-na-massa para que as pessoas tenham de fato experiência de edição e colaboração (e nós do PoliGNU podemos pensar alguma coisa na USP caso seja interesse da WMF).

2011.03.01 - TomEdit

Você em relação a ComunidadeEdit

De qual(is) projeto(s) da Wikimedia Foundation (WMF) no Brasil você participa?Edit

Os que mais participo são da Wikipédia (mais em português, um pouco na em inglês e pouquíssimo nas outras) e Commons. Também participo de mutirões pelo conhecimento livre. (Nota: estou chamando apenas de mutirões, ao invés de Wikimedia Brasil, após toda discussão levantada na lista do descapítulo, no começo de março de 2011, em que explicita o desejo de algumas pessoas em usar esse nome e não gosta do formato atual adotado por alguns voluntários. Como deixei claro na lista, não me importo com o nome dado, veja Mutirões, capítulo, descapítulo, Wikimedia, Wakamídia...).

Qual o seu papel no(s) projeto(s) Wikimedia Foundation no Brasil do(s) qual(is) você participa?Edit

Na Wikipédia em português corrijo alguns artigos ou pequenos erros que encontro enquanto leio e ajudo aprimorar artigos da minha área ou a traduzir artigos que acho importante e são de meu interesse. Não participo tanto quanto eu gostaria, mas espero que com o tempo criarei mais conteúdo na Wikipédia, principalmente de assuntos que estudo, estudei com um pouco mais de profundidade, ou estudarei, como temas relacionados a ciências naturais, matemática, computação, filosofia e política.

No Commons não partipava tanto porque, até pouco tempo (numa escala de 10 anos), não tinha uma câmera para criar minhas imagens, mas agora venho contribuindo mais, principalmente por causa do barateamente desses aparelhos. Também acho a interface de upload ruim, principalmente a de envio em massa. Tenho bastante familiaridade com o uso de computadores e navegação em sites, não acho difícil. Mas é cansativo e pouco amigável. Descobri recentemente algumas ferramentas do Commons para trazer imagens do flickr, então passarei a usar com mais frequência. Quero ver se consigo usar com destreza os scripts em Python para upload em massa. Mas note, estou me referindo a ferramentas que certamente um usuário com menos familiaridade com computação não lidaria com tanta facilidade.

Também participo dos chamados mutirões do descapítulo Wikimedia Brasil. Tento, por exemplo, estimular pessoas que estão um pouco fora do mundo wiki a criarem obras culturais livres, o que as torna compatíveis com a utilização em projetos da Wikimedia Foundation. Sempre que possível explico sobre questões relacionadas a licenças Creative Commons, assim como outros tipos de licenças usadas mais em softwares, tudo isso dentro do contexto do movimento de cultura livre que ocorre no mundo todo.

Há quanto tempo faz parte da Wikimedia Foundation no Brasil?Edit

Como um dos co-criadores do projeto Stoa, da Universidade de São Paulo, que visava a colaboração entre os membros e ex-membros da universidade para a produção de recursos educacionais abertos, o Thomas Buckup acabou contatando a mim para discutir o que era um capítulo da Wikimedia Foundation e que estavam pensando em criar um brasileiro. Isso foi em 2008, mas anteriomente eu já participava, com menos frequência, da Wikipédia. Criei minha conta na Wikipédia em 2006, mas já havia editado como anônimo alguma coisa bem simples na enciclopédia enquanto fazia meu mestrado em física, entre 2003 e 2004.

Comecei a participar do Commons quando comprei uma câmera, isso no final de 2008, se não me engano. Ela foi roubada em 2009 (perdi imagens do então vice-presidente José Alencar no programa Roda Viva!), então tive que comprar outra um tempo depois. Voltei a contribuir novamente um tempo depois do episódio.

Tem alguma facilidade ou dificuldade para participar dos projetos da WMF Brasil que poderia comentar?Edit

O Commons deveria facilitar o envio de conteúdo. Talvez seja intencional a pouca preocupação com o assunto no momento, até mesmo para facilitar a inspeção de material que não se enquadra dentro dos objetivos da WMF. Mas, para usuários mais experientes, deveria haver outras formas de fazer o upload. Ferramentas como as que existem para o flickr para diversos sistemas operacionais ajudariam muito. A WMF deveria investir parte de sua verba no desenvolvimento desses softwares.

A Wikipédia em português, que comecei a participar um pouco mais recentemente, mas leio há um bom tempo, inclusive as páginas de discussão, possui um ambiente que não é muito amistoso se formos pensar que o que fazemos é criar tudo isso colaborativamente. Existe uma hostilidade por parte de alguns usários que desanima um pouco, mas algumas pessoas incríveis acabam compensando, principalmente pensando-se na realidade social do país em que vivo e vendo o que algumas pessoas fazem para poder participar, apesar das barreiras que elas enfrentam.

Com quais voluntários ou tipos de voluntários da WMF Brasil você tem maior relação?Edit

Quando comecei a me interessar e me envolver mais com a criação de um capítulo brasileiro, o que veio a tornar-se um descapítulo, me envolvi mais com estudantes e professores da Universidade de São Paulo interessados em projetos colaborativos e recursos educacionais abertos. Vim a conhecer pessoas da Wikipédia, principalmente, assim como outros projetos da WMF, através dos mutirões e das Wikimanias da Argentina (2009) e Polônia (2010).

No começo, tentei estimular e discutir diretamente ou em salas de bate-papo (MSN e IRC) com voluntários da Wikipédia. Como gostaria que usassem mais o que todo mundo usa, o IRC, acabei desistindo do MSN, principalmente porque não era muito conveniente para o software que eu uso no Linux, ao contrário do IRC, que é muito conveniente para mim.

Sua visão sobre a ComunidadeEdit

Quais os pontos fortes e fracos que observa na comunidade?Edit

Primeiramente, acho que devemos distinguir os grupos que existem dentro da comunidade de voluntários brasileiros dos projetos da Wikimedia Foundation e das atividades que contribuem para melhorar esses projetos, como os chamados mutirões pelo conhecimento livre.

Há o grupo daqueles que estão há um bom tempo trabalhando como voluntários no ambiente wiki e aqueles que apareceram e começaram a contribuir, com mais frequência, nos projetos wiki depois da discussão sobre a criação de um capítulo ter começado. Eu me incluiria nesse segundo grupo, apesar de não contribuir com a criação de conteúdo tanto quanto eu gostaria, principalmente por razões de tempo.

A existência desses dois grupos, me parece, é o grande responsável pela causa de tensões em torno da criação de um capítulo brasileiro. O primeiro tendia a querer a formação de uma entidade legal, com o formato tradicional de um capítulo. O segundo, tendeu a optar pela não formação de uma entidade legal, com as várias justificativas amplamente dadas, tendo inclusive respaldo e apoio de voluntários mais experientes dentro do ambiente wiki.

O ponto fraco disso tudo é que, mesmo os dois grupos tendo objetivos em comum, perde-se muito tempo com discussões por causa de guerras de ego, por reconhecimento e, em alguns casos, até mesmo poder.

O ponto forte é que um grupo de voluntários adeptos aos estilo dos mutirões e a sua carta de princípios está resultando em projetos concretos, em consonância com os objetivos da Wikimedia Foundation.

Quais são as prioridades da comunidade brasileira?Edit

Projetos como os embaixadores da Wikipédia me agradam muito. Atrair bons contribuidores e especialistas pode funcionar para criarmos mais conteúdo de qualidade em português.

Ao mesmo tempo, deve-se eliminar as tensões que existem entre os grupos mencionados anteriormente e até mesmo entre alguns voluntários específicos de projetos da ou relacionados a WMF.

Também é importante um esforço em criar um material didático para a imprensa e outras pessoas que desejarem saber melhor sobre a WMF, seus projetos e sobre os mutirões. Não sei se isso está sendo feito da melhor maneira possível. Essa seção de contato com a imprensa deveria ser melhorado, na minha opinião.

Talvez esse seja um problema no modelo atual. Fica um pouco difícil estabelecermos prioridades ou eles acabam surgindo um pouco mais tarde. Mas talvez seja mais espontâneo do que um modelo em que simplesmente alguém delegaria essas tarefas. Não estou certo com relação a esse ponto.

Quais deveriam ser as prioridades da comunidade brasileira?Edit

Tentar achar um jeito de aliviar as tensões que existem entre os voluntários brasileiros, não só entre os grupos em torna da criação de um capítulo, assim como entre voluntários dentro dos projetos wiki da WMF. Não sei como fazer isso, mas mostrar que todos estão trabalhando para um bem comum é um passo importante. Não somos inimigos, como às vezes parece. : )

Você vê a comunidade brasileira como uma comunidade coesa, com objetivos claros?Edit

Não. (continuo com a explicação das razões depois)

O que poderia melhorar em relação a comunidade brasileira da Wikimedia?Edit

As discussões apenas no mundo virtual me fazem crer que isso pode causar conflitos desnecessários e mal-entendidos. Um email ou discussão numa wiki, num tom de brincadeira que seria facilmente comprendido numa conversa face-a-face, muitas vezes é mal compreendido. Não sei se encontros pessoais frequentes poderiam resolver esse problema, tenho a impressão que sim, em alguns casos e com algumas pessoas. O que eu acho que deveria ocorrer mesmo é uma maior participação de voluntários mais ativos em projetos da Wikimedia Foundation no (des)capítulo brasileiro, qualquer que seja o rumo que ele tome. Se for decidido a criação de um capítulo legal, não me importo, apesar de achar inútil.

Talvez sair um pouco do virtual possa dar uma melhor idéia da dimensão e importância da Wikipédia e outros projetos da WMF. O mesmo poderia ocorrer com pessoas que são potenciais participantes dos projetos da WMF, mas não entendem aquela pessoa que bate no ponto de que devemos seguir as regras do projeto e às vezes são um tanto hostis ao comunicar isso. Um encontro face-a-face pode ajudar ambos os casos. Um bom exemplo, me parece, foi o evento realizado pelo capítulo português dentro de uma universidade.

Criar vídeos com relatos de voluntários pode ser uma boa nesse sentido, pois poderá humanizar um pouco mais os logs, páginas de revisão e conflitos de edições do ambiente wiki. ; ) Enquanto escrevia a resposta a essa pergunta acabei chegando no ponto que queria: é preciso humanizar um pouco o projeto e fazer todos sentirem-se parte dele, sempre tendo em mente que todos têm o mesmo objetivo, que é a produção de conteúdo livre. : )

A comunidade em relacao a WMFEdit

Qual tipo de interação existente entre a WMF e a comunidade?Edit

Quando as discussões sobre a formação do capítulo começaram, o contato com a WMF ficava mais centralizado no Thomas Buckup. Com o tempo o canal de comunicação foi ampliando, principalmente com a participação de alguns voluntários dos mutirões pelo conhecimento livre nas últimas duas Wikimanias, em Buenos Aires (2009) e Gdansk (2010). No primeiro evento, foi bem interessante termos conhecido alguns voluntários bastante ativos e bastante experientes no mundo wiki, o Fabio e Lucas (não lembro os sobrenomes). No segundo lembro apenas do Castelo, o que foi um prazer também conhecer. Isso é uma coisa que sempre senti falta, que as pessoas mais veteranas dos wikis, principalmente a Wikipédia, participassem mais dos encontros sobre o (des)capítulo brasileiro.

Também tivemos voluntários brasileiros indo na sede da Wikimedia Foundation, além de vários encontros com membros quando estes vieram para cá. A comunicação com eles sempre me pareceu muito boa e produtiva.

O que gostaria de ver melhorado nessa relação?Edit

Existe uma lista geral e aberta para discussões sobre a Wikimedia Foundation, a foundation-l. É uma lista muito geral, com um fluxo muito grande de emails e, me parece, as vozes de grupos menores, como o de brasileiros, não surtem muito efeito por lá. Não sei se seria o caso de haver mais uma lista ("oh, não, mais uma lista!", é o que vem na minha cabeça, rs). Preciso pensar melhor como melhorar essa relação, não tenho uma resposta no momento.

Talvez a idéia de um escritório no Brasil ou até mesmo alguém contratado pela Wikimedia Foundation, mesmo que trabalhando nos EUA, seja uma possibilidade de acompanhar os trabalhos feitos por aqui e isso poderia estreitar as relações.

Qual tipo de suporte gostaria de receber da WMF?Edit

Quais áreas ou aspectos você vê como críticos para aprimorar a relação entre a WMF e a comunidade brasileira?Edit

O Comitê de Capítulos talvez poderia servir como intermédio dessa relação dos mutirões pelo conhecimento livre com a Wikimedia Foundation, mas como, aparentemente, eles não estão vendo esses esforços de voluntários brasileiros com bons olhos, acredito que uma intervenção da Wikimedia Foundation nesses aspecto é necessária.

Para questões de arquivamento e, eventualmente, como guia para possíveis novos capítulos que venha surgir, é importante que exista um canal de comunicação mais transparente para discutir os capítulos. Existe o meta apenas. Muitas decisões e discussões importantes sobre os capítulos me parecem ficar apenas dentro de uma lista de emails fechadas, o que é muito ruim, pois capítulos em formação ou voluntários de (des)capítulos podem se sentir excluídos (eu me sinto) de discussões que dizem respeito a todos. Fica então parecendo, em alguns momentos, com determinada instituição no momento de escolher um novo papa. ; )

Como você vê a questão de formação dos capítulos? Essa estrutura funcionaria em alguma medida para o Brasil? O que é “bom” e o que é “ruim” nessa estrutura?Edit

Quais outros formatos de estrutura crê que podem ser úteis para ajudar na expansão e consolidação da comunidade brasileira?Edit

Você vê esses modelos “alternativos” ao modelo de capítulos acontecendo em outros países ou em outras comunidades?Edit

Algum desses formatos faz sentido para o Brasil?Edit

Quais as diferenças culturais ou de dinâmica da comunidade que justificam a possível busca por um formato alternativo ao formato de capítulo?Edit

Caso você não tenha nenhuma estrutura especifica em mente, quais acredita deveriam ser as responsabilidades de alguma pessoa que de alguma forma represente a WMF no Brasil?Edit

Comentários livresEdit

Use este espaço para fazer comentários livres sobre a possibilidade de expansão da Wikimedia no Brasil. Aqui você também poderá sugerir ideias de parcerias que a Fundação ou comunidade poderia buscar para ampliar sua atuação no Brasil.Edit

ReferênciasEdit